dente de alhoAos poucos vou reescrevendo os textos que eu publicava em meu antigo site, lucianofelipe.com, que por motivos de ordem pessoal acabei não dando continuidade a ele. Recentemente, quando fui refazer o registro do domínio lucianofelipe.com, verifiquei que o mesmo já encontrava-se registrado por outra pessoa, por este motivo registrei o lucianodebastiani.com.

Neste texto, vou falar um pouco sobre uma dica simples que o professor Johnny De´Carli nos dá sobre como verificar a energia de nossa casa ou local de trabalho.

Bárbara Ann Brennan, em seu livro “Mãos de Luz”, faz alusão ao Orgone morto. Uma série de fatores podem produzir o tal de “orgnone morto” que na verdade são íons positivos.  Basicamente um íon se forma quando um elétron se solta de um átomo. Perdendo um elétron, ele se torna um íon positivo  ganhando um elétron, ele se torna um íon negativo.

Íon positivo – aquele que perdeu elétrons, na realidade possui uma ação negativa sobre nosso organismo, pois para se equilibrar, ele “puxa” elétron de outros átomos.

Não vamos nos delongar nestes conceitos, mas o que precisamos entender aqui é que íon positivo é negativo pra gente, ao contrário do íon negativo, que possui ação benéfica. Portanto, o “orgone morto” aludido em algumas literaturas, são os íons positivos – que daqui pra frente irei me referir somente a orgone morto, para ficar mais didático.

Como saber então se nossa casa ou local de trabalho está carregada de orgone morto? Com a ajuda de três dentes de alho!

Vamos à dica!

Descasque os três dentes de alho e jogue-os em um copo com água. Coloque este copo em algum local que você deseja verificar a “energia”, deixando ali por algum tempo.

Geralmente se o ambiente está carregado de íons positivos, o alho afunda e apodrece em dois ou três dias. Se a ionização do ambiente está legal, o alho bóia e brota em alguns poucos dias.

É importante que você saiba que este é um método apenas para ter uma idéia de como está a energia orgônica do ambiente, e não é um método de limpeza do ambiente.

É muito legal poder fazer este experimento e ver o resultado dos alhos boiando ou afundando… e obviamente tomar providências para melhorar a energia orgônica do nosso ambiente… Mas isso é outro assunto!

Abraço Forte!!

Luciano Debastiani