Revisando as perguntas de meus alunos do Curso de Reiki, deparei-me com uma em especial que costuma se repetir, principalmente das pessoas que pretendem realizar o curso na modalidade EAD (Ensino à Distância), mas ainda têm dúvidas, ou permaencem inseguras com relação à iniciação à distância no REIKI.

Este questionamento em especial foi enviado por uma querida aluna, pedindo-me a opinião sobre o seguinte enunciado, retirado do FAQ (Perguntas frequentes) de um site sobre Reiki:

 

Existe iniciação à distância? Não. A iniciação só existe presencial, individual, com o toque físico no aluno pelo mestre credenciado. A técnica foi criada desta forma e não pode ser modificada. Se você foi vítima da falsa promessa de iniciação à distância procure um mestre imediatamente para lhe iniciar. No momento da iniciação o mestre abre a aura do aluno, coloca os símbolos sagrados e sela para sempre. Todos os fios energéticos dos sete corpos do aluno são alterados pela iniciação. Só confunde isso quem não é mestre. E há muitos falsos mestres vendendo certificados. Temos uma lista deles, inclusive de sites, no Brasil e no exterior. Os falsos mestres têm vida curta e a prosperidade é cortada com o tempo.

 

Bem… e esta foi a minha resposta, que compartilho aqui com todos para que saibam a minha opinião e experiência com relação à Iniciação à Distância no REIKI. Alguns trechos da minha resposta foram adaptados para este texto.

Segue:

Sinceramente? Eu não estou nem um pouco preocupado se alguém possui uma lista negra de falsos “mestres” que vendem certificados por que são embalados por um desejo de enriquecer às custas da ignorância alheia dos que contratam um “mestre” que vende certificados… No tempo que eu estou dedicando aos meus queridos e poucos alunos (pois eu não divulgo de forma ostensiva), eu poderia estar trabalhando em outras atividades que desenvolvo e que me trazem muito mais retorno financeiro.

A prosperidade flui de muitas formas, e nunca faltará àquele que confia e trabalha sinceramente, e se preocupa, dia após dia, a ser um canal melhor da Vontade Divina. O dinheiro é uma energia de troca, e nada mais!

Professores e mais professores de Reiki, e reikianos espalhados pelo mundo, embalados pelo sentimento de amor pela humanidade, e que evoluem, ou que adotam técnicas que evoluem, (Reiki, ou qualquer outra…) não serão penalizados com o corte da sua prosperidade ou de qualquer outra forma. O que importa é a INTENÇÃO de curar, de evoluir, de trazer algo de bom para o próximo. A Lei e a Justiça Divina atuam sim contra aqueles que atentam contra o livre arbítrio do seu próximo, prejudicando-o… e aqui ninguém está prejudicando a ninguém!

Eu já iniciei dezenas (senão centenas…) de reikianos em seminários presenciais, e também em cursos à distância, e posso sentir, em ambos os casos, que a iniciação é a mesma! Dizer que uma iniciação de Reiki não pode ser feita à distância, é limitar o Reiki, pois para a energia não há limite, não há distância… a sensação de linearidade de tempo, espaço ou distância, nós temos aqui na terceira dimensão, na Terra. O Reiki não atua na terceira dimensão, mas sim em dimensões superiores, onde não há os mesmos limites que temos aqui. Dizer que é o “mestre” que abre a aura, coloca os símbolos sagrados e sela para sempre é presunção! Não é o “mestre” que faz isso… ele apenas é um CANAL para que isso seja feito pelos VERDADEIROS MESTRES!!! (as aspas quando me refiro aos “mestres”, é proposital)

A teoria de que a técnica deve permanecer a mesma de quando foi criada, não se sustenta, e não me convence! Algo não pode evoluir? Deve permanecer tal e qual seu idealizador a criou? O que seria da medicina se ela aplicasse hoje os mesmos conhecimentos e princípios de quando ela foi desenvolvida, lá nos primórdios? O que seria da humanidade se as coisas não evoluíssem? A apometria é uma excelente técnica desenvolvida pelo Dr. Lacerda, em Porto Alegre, nos anos 60. Hoje, com o conhecimento da Física Quântica e outras teorias e conhecimentos, a apometria evoluiu, e se transformou na Cura Quantica Estelar, ou até mesmo na Apometria Quantica, que vem auxiliando centenas de pessoas. As coisas evoluem, e com o Reiki não é diferente.

Charles Babbage (o primeiro cara a imaginar e construir um computador) está rolando no túmulo porque hoje usamos laptops que cabem na palma da mão porque evoluiram? Se bobear ele reencarnou em algum cientista da Intel e está ajudando a desenvolver os super micro-processadores que estão nos nossos computadores de hoje.

Mestre? O termo “mestre” é um pavonismo criado por nós, ocidentais. Quando o Reiki veio para o ocidente, foi na Europa que o termo foi traduzido do japonês como “master”, mas no Japão, o professor de Reiki é chamado de sensei… apenas um professor, um facilitador. Não alguém superior que atingiu um alto nível de evolução consciencial… apenas alguém que sabe um pouco mais e que está apto a ensinar outras pessoas. Quem adota o termo mestre, não sabe o seu real significado. É por uma questão prática, que convencionou-se chamar de “mestre”, aqui no ocidente, alguém que inicia outras pessoas em reiki. Meu certificado, um mero papel, diz que eu sou um Reiki Master, porque alguém convencionou isso. Mas honestamente, quem se intitula, ou gosta de se intitular um “mestre” e se coloca em um pedestal formado pelas gosmas do seu próprio ego e pelo sentimento de sentir-se superior aos outros, pra mim não é nada! Jesus é MESTRE, Saint Germain é um MESTRE, Mãe Maria é MESTRE, Kwan Yin é MESTRE… MIKAO USUI é um MESTRE!!! Nós aqui na Terra somos insignificantes perto da majestade, da magnificência, da Humanidade, da paciência, do real sentimento de compaixão, do poder e de inúmeros outros adjetivos que definem um MESTRE de verdade! Quem é um Mestre de verdade, não se diz como tal. Ele simplesmente se fundamenta em quatro princípios: SABER, OUSAR, QUERER e CALAR… e um certificado de Reiki que diz que você é um “mestre” não vai colocar você nessa condição… há muito mais a ser feito!

O sentimento que me anima é sincero! É de continuar auxiliando o meu próximo; de contribuir um pouco para que as pessoas tenham condições de crescer e evoluir por conta própria.

Assim como eu confio no meu professor, que me ensinou a iniciar pessoas à distância, porque o professor que ensinou a ele foi sincero e todos nós percebemos que o Reiki pode ser disseminado, independentemente dos obstáculos e barreiras físicas de tempo e de espaço, porque para o espírito não existe limite! E isso criou uma forte egrégora que sustenta e mantém o iniciador, quando está SINCERAMENTE iniciando outro reikiano, seja presencialmente ou à distância.

Não existe distância quando o sentimento é real e verdadeiro…

Um abraço de muita LUZ!

Luciano Debastiani