O que o Reiki tem em comum com o Karatê?

Além do fato de ambos terem a mesma origem japonesa, e Mikao Usui (fundador do Reiki) ter sido praticante de artes marciais?

Bem… Quando alguém chega até mim dizendo já ter sido iniciado no Reiki, e eu pergunto em qual sistema, a pessoa normalmente responde: Reiki de Mikao Usui!! Demonstrando certa surpresa na minha pergunta, pois Reiki é Reiki, não é mesmo?

Sim!! A origem do Reiki está em Mikao Usui, pois ele é seu fundador, mas ao longo do tempo, o Reiki foi se desdobrando em diversos estilos, e todo Reikiano e postulante ao Reiki deve ter isso em mente.

E foi para trazer um pouco de luz sobre este tema, que resolvi escrever este texto.

Vamos utilizar o Karatê como exemplo para explicar a existência dos diversos estilos de Reiki, pois muitos Reikianos nem mesmo sabem qual é o seu “estilo”.

Se um praticante de Karatê comentar para um leigo em artes marciais, que pratica tal arte, a pessoa logo fará a associação com aquela luta japonesa que utiliza socos e chutes e que usa kimono branco e cor de faixa de acordo com a sua evolução na arte. Provavelmente vai lembrar do filme Karatê Kid e dos ensinamentos do Senhor Miyagi, e é isso!

Mas se o mesmo praticante de Karatê comentar sobre sua prática com alguém que conhece um pouco mais de artes marciais, este alguém provavelmente irá perguntar: Qual estilo de Karatê você pratica?

Ai a resposta pode ser diversa: Shotokan, Goju-ryu, Wado-ryu, Shorin-ryu, Uechi-ryu, Kyokushin, Budokan dentre inúmeros outros!!

Assim é com o Reiki!

Mikao Usui fundou (alguns usam o termo “decodificou”) o Reiki lá pelos idos dos anos 20 e teve diversos discípulos.

Aqui no Ocidente se desenvolveu uma linhagem que passa por Chujiro Hayashi, discípulo de Usui, que ensinou o Reiki para a Hawayo Takata, que trouxe o Reiki para o Ocidente, realizando um trabalho fenomenal de disseminação aqui, tendo formado diversos professores.

A este “estilo” desenvolvido aqui no Ocidente, Takata denominou de Usui Shiki Ryoho.

Existe uma variação, também ocidental, que se denominou de Reiki Usui Tibetano, criado pelo professor William Lee Rand e que incorpora símbolos, práticas e contribuições deste mestre.

Outros eminentes professores desenvolveram, posteriormente, trabalhos de resgate de técnicas que Hawayo não ensinou, mas que Usui praticava e ensinava, trazendo assim a essência do verdadeiro Reiki, que vai muito além de uma simples técnica de harmonização energética através da imposição de mãos.

Assim se desenvolveram, ao longo do tempo, outros estilos e ramificações, que resgatam a essência e a origem do Reiki, além de assumirem características herdadas de seus sistematizadores.

Alguns destes estilos são:

Komyo Reiki-Do criado e desenvolvido pelo Shihan (mestre) e monje budista Hyakuten Inamoto, cuja essência de sua pratica recai no Reiki como ferramenta para evolução espiritual, visando o Satori (Nirvana, iluminação).

Outra vertente é o Jikiden Reiki, desenvolvido pela Sra. Chiyoko Yamaguchi e seu filho Sr. Tadao Yamaguchi, como uma maneira de apresentar o Reiki em sua forma mais pura.

Já, o Shihan Doi Hiroshi desenvolveu o Gendai Reiki-Ho, que também é um resgate histórico das técnicas tradicionais ensinadas por Usui e que se perderam quando da vinda do Reiki para o Ocidente, adaptado aos novos tempos.

Em nossos cursos, adotamos o Sistema Gendai Reiki-Ho mas em paralelo ensinamos também o Reiki como ele se desenvolveu aqui no Ocidente, para que nossos alunos tenham uma visão abrangente do tema e que possam utilizar o Reiki como um DO… ou seja: um Caminho de evolução e aperfeiçoamento pessoal e espiritual.

One thought on “O que o Reiki tem em comum com o Karatê?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.